top of page

Empresário que deixa de pagar o que deve, pode prejudicar sua empresa, sócios e familiares.

Atualizado: 10 de mar.

Deixar de pagar o que é devido à Receita Federal pode acarretar em sérias consequências tanto para a empresa quanto para os sócios e seus familiares.


Muitos empresários podem estar inconformados com o atual governo, mas é importante compreender que agir de forma irresponsável diante das obrigações fiscais é um erro gravíssimo.


Engana-se aquele que acredita que a única consequência será a empresa se tornar inapta. Tentar driblar o sistema transferindo todos os bens para o nome de terceiros não é uma solução efetiva. A justiça brasileira dispõe de tecnologia suficiente para cruzar informações entre empresas, sócios, familiares e terceiros, e encontrar formas de bloquear e penhorar qualquer bem que possa ser identificado como pertencente à empresa devedora.


Se o empresário realmente tem amor e consideração pela sua família, é crucial que ele busque resolver todas as pendências tributárias enquanto está vivo. Caso contrário, esses problemas serão herdados pelos familiares após o seu falecimento. Além de lidar com o luto e outras questões emocionais, eles precisarão enfrentar as consequências financeiras e legais decorrentes da falta de pagamento de impostos.


A dívida com a Receita Federal pode gerar ações de execução fiscal, bloqueio de contas bancárias, penhora de bens e até mesmo a possibilidade de responder criminalmente por sonegação fiscal. Essas consequências não se limitam apenas à empresa, mas também afetam a vida pessoal dos sócios, incluindo seu patrimônio individual e suas contas pessoais.


Além disso, a falta de regularidade fiscal prejudica a reputação da empresa perante o mercado e os clientes. A empresa pode perder oportunidades de negócios, contratos e parcerias, impactando diretamente seus resultados financeiros. A confiança dos clientes e fornecedores é essencial para a sustentabilidade do negócio, e a falta de pagamento de impostos compromete essa confiança.


Portanto, é fundamental que o empresário compreenda a importância de honrar suas obrigações tributárias, independentemente de suas discordâncias políticas. Buscar regularizar a situação com a Receita Federal é uma atitude responsável e que preserva não apenas o futuro da empresa, mas também o bem-estar e a tranquilidade de seus sócios e familiares. O cumprimento das obrigações fiscais é um compromisso ético e legal que deve ser levado a sério, visando a construção de um ambiente empresarial saudável e sustentável.


Se você realmente está disposto a resolver suas pendências com a Receita e com os Bancos, escolha o melhor meio, dia e hora para conversarmos. CLIQUE AQUI.

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page